Artigo de Camila Steinvascher Machado – Especialista em Comunicação e Professora do CEPNKA – Escola da FACOP

O termo “veste a camisa” é muito utilizado para indicar que um profissional é comprometido, que colabora com os resultados da empresa em que ele trabalha. Mas isso não quer dizer que cumprir os horários e realizar as tarefas sob sua responsabilidade basta para ser classificado desta forma, pois isso é dever ou obrigação!  Para ser considerado um funcionário que “veste a camisa” é preciso saber se comportar profissionalmente, agir em acordo com as políticas da empresa e com ética, para só assim ser percebido pelas pessoas as quais se relaciona no trabalho, como um profissional comprometido com os objetivos e metas da empresa.

Para dizer que um profissional “veste a camisa” a sua conduta deve ser baseada na ética e nos valores da empresa, ou seja, realizar seu trabalho conforme o formato determinado de atuação. Um exemplo de comportamento inadequado é a empresa possuir como valor a sustentabilidade e mesmo tendo sido orientado, o funcionário faz mal-uso de materiais, produtos e equipamentos durante sua jornada de trabalho, não separa e nem destina corretamente os resíduos e rejeitos produzidos. Afinal, o que foi acordado deve ser cumprido, da mesma forma que o horário de trabalho precisa ser respeitado.

A imagem de uma organização, especialmente das empresas de terceirização de serviços, está totalmente ligada ao comportamento profissional dos seus funcionários.  A imagem de uma empresa é a percepção que os clientes, funcionários e outras pessoas que se beneficiam dos serviços prestados, têm dela. Como a percepção é uma captação de atributos, para construir uma imagem positiva é preciso que a empresa atenda aos desejos das pessoas que se relacionam com ela. Assim, é essencial que os funcionários que a representam, atuem com empatia, simpatia, apresente qualidade nos serviços prestados e comportem-se profissionalmente em acordo com os objetivos e metas traçadas pela organização, direcionadas por seus valores, sua visão e missão.

Agora que você já sabe que é preciso representar bem a empresa que você trabalha para ser considerado um funcionário que “veste a camisa”, aprimore sua apresentação profissional com comportamentos adequados à imagem da organização. Conheça bem a empresa que você trabalha para saber de que forma atuar. Procure exercitar a autoavaliação, identificando as situações profissionais que são inadequadas, ou seja, que não representam a empresa e se antecipe, trace uma meta de comportamento que não comprometa sua apresentação e, consequentemente, a representação da empresa.

Uma apresentação profissional adequada inicia com uma boa aparência, higiene corporal e vestimenta correta (como o uso do uniforme, por exemplo). A comunicação no ambiente de trabalho, desde a linguagem corporal até as formas oral e escrita, também é muito importante para o desenvolvimento de uma boa apresentação profissional. É preciso tomar cuidado com os sinais e gestos corporais, com a linguagem utilizada e com os erros ortográficos e de gramática. A linguagem corporal deve ser condizente com a comunicação oral, que precisa ser formal e objetiva. Para isso, tome conhecimento sobre o que vai comunicar, tenha domínio sobre o assunto demonstrando credibilidade. Educação e respeito também são obrigatórios para qualquer profissional, assim, não se deve desrespeitar ninguém e nem brigar no trabalho.

Ao se policiar na apresentação profissional, você estará desenvolvendo sua imagem, também chamada de marketing pessoal, e consequentemente a sua carreira. Porém, é necessário estar sempre atento, acompanhar as mudanças buscando aperfeiçoar-se. Para isso, o estudo e a automotivação são os melhores recursos.

Como funcionário de uma empresa você faz parte da imagem dela, de como é enxergada ao representá-la. O que você acha, está representando bem a empresa na qual trabalha? Você “veste a camisa”? Pense nisso!

Visits: 549