SEAC e Simeaco realizam mutirão para limpeza do piso no entorno do Palácio Avenida, preparando o local para a estréia do tradicional espetáculo de Natal

 

Na noite chuvosa de ontem, dia 5/12, em Curitiba, a equipe da FACOP coordenou mutirão de limpeza realizado pelo SEAC  (Sindicato das Empresas do Setor do Asseio e Conservação) e Siemaco (Sindicato dos Trabalhadores do Setor do Asseio e Conservação) que contou com o trabalho de 19 profissionais da área, funcionários das empresas: Higi Serv,  Sanetran, Obra Prima, Tecnolimp, Force e Verzani & Sandrini, associadas aos Sindicatos.

A ação foi coordenada pela FACOP com apoio fundamental das empresas parceiras Spartan e Karcher, na doação dos produtos químicos e equipamentos utilizados na limpeza. A participação da FACOP se deu desde o planejamento da ação até a sua finalização, acompanhando e apoiando todo o processo.

Anualmente os sindicatos patronal e laboral do asseio e conservação – SEAC e Siemaco reúnem-se com seus parceiros (empresas do setor e FACOP) e escolhem um local público para realizar a revitalização, como forma de divulgar a limpeza profissional. Para o ano de 2019 foi selecionado o espaço entorno do Palácio Avenida, situado à Rua Luiz Xavier, no Centro de Curitiba, a fim de preparar o local para o coral de Natal.

É no Palácio Avenida que há muitos anos acontece o principal espetáculo de Natal de Curitiba, atraindo moradores da cidade e turistas. Na edição deste ano, são esperadas aproximadamente 200 mil pessoas, para as nove apresentações, que iniciarão hoje, dia 6/12, a partir das 20 horas.

 

O Planejamento

A coordenação da ação de limpeza foi responsabilidade da FACOP, que realizou todo o planejamento operacional e  criou a metodologia, determinando quais e quantos profissionais seriam necessários para o trabalho, os produtos, materiais e equipamentos que precisariam ser utilizados, bem como os procedimentos e técnicas que deveriam ser empregados.

A ação também contou com o apoio da ACP (Associação Comercial do Paraná) e da Prefeitura de Curitiba, que viabilizaram as autorizações/licenças necessárias e suporte da Guarda Municipal, garantindo a segurança do evento. O horário programado e autorizado para o início das atividades foi às 20h30, quando as lojas da região já estavam fechadas e o movimento nas ruas reduzido.

 

A Preparação

Em função da chuva, a execução da limpeza foi preparada para ser realizada em 3 etapas:

1) Aplicação do produto diluído com carro plataforma e tambores, já que o piso já estava umidificado pela água da chuva.

2) Esfregação com vassourão;

3) Enxágue com hidrojateadoras e com caminhão pipa.

A equipe de coordenação e apoio ao evento, formada por profissionais da FACOP, foi composta por Bombeiro, Engenheiro e Técnicos de Segurança do Trabalho, Vigia, Gestores e Professores de Limpeza Profissional, para organização e acompanhamento da ação, bem como atendimento,inclusive o de primeiros socorros, caso houvesse alguma eventualidade.

Além da equipe, também foi necessária uma estrutura de apoio, com duas tendas para alocação dos pertences dos trabalhadores, bem como lanches, equipamentos e máquinas, montada em frente a Boca Maldita.

Antes do início das atividades de limpeza, foi realizada uma concentração para as orientações dos envolvidos sobre os procedimentos de trabalho e para que vestissem os equipamentos de proteção individual, bem como a utilização dos equipamentos de proteção coletiva com a demarcação da área com cones e fitas, para que o acesso fosse bloqueado.

 

A Limpeza

A ação de limpeza e revitalização foi iniciada conforme o horário marcado, às 20h30. A diluição do produto Spartan em tambores que continham água, em cima das plataformas que proporcionaram o transporte para todos os pontos da área a ser limpa, foi o primeiro passo.  Como é uma exigência de segurança para manuseio dos produtos químicos, todos os profissionais envolvidos utilizavam máscaras, óculos, luvas e avental e/ou capa, para proteção do corpo, inclusive da chuva.

Logo em seguida, o produto Spartan foi aplicado no piso e o segundo passo da ação foi iniciado: a esfregação utilizando o vassourão para retirar as sujidades, o que exigiu empenho dos profissionais de limpeza voluntários na atividade meramente mecânica.

O terceiro passo foi o enxágue, que se deu em duas etapas, a primeira com uso de Hidrojateadoras Karcher, utilizando a força da pressão da água nas sujidades impregnadas no petit pavê. A segunda etapa desse passo foi o último enxágue, com água em maior abundância com uso do caminhão pipa.

O término da limpeza aconteceu por volta das 23h30, mas o trabalho foi finalizado um pouco depois, com o recolhimento dos equipamentos e materiais utilizados, bem como a desmontagem da estrutura/tendas de apoio.

Como sempre, a equipe FACOP estava preparada para ação e, por esse motivo, mesmo com chuva, ela foi realizada com êxito.

Confira o álbum completo de fotos na galeria aqui do site!

Visits: 1062